Samael

E Agora Você Decide

Posted in Lúcifer (Doppelgänger) by Silvio Somer on 2009, novembro, 21, sábado

Quando eu era um pré-aborrecente já gostava bastante de literatura, costumava ler os textos das aulas de português antes dos meus colegas, por simples curiosidade. Desde minhas memórias mais antigas sempre esteve presente em minha casa uma pequena biblioteca, composta quase que totalmente de best sellers, além de algumas preciosidades não tão conhecidas como “O Processo” de Franz Kafka, “A Revolução dos Bichos” de George Orwell, “As Veias Abertas da América Latina” de Eduardo Galeano, “As Aventuras de Gulliver” de Jonathan Swift etc. Li boa parte deles, mas eu ainda não conseguia entender muita coisa, eu tinha consciência disso então procurei a chamada literatura infanto-juvenil, foi então que conheci uma série chamada “E Agora Você Decide”, suponho que há muito tempo estes livros estejam fora de catálogo, uma pena porque eles tinham um ótimo diferencial: o leitor podia decidir o rumo da história, até um de seus múltiplos finais. Não haviam muitas possibilidades, mas era diversão garantida. Hoje em dia a interação e vista e qualquer lugar que tenha uma ligação com um computador, mas naquela época isso era inédito, pelo menos para mim.

Adicionado a esta interação do leitor solitário com suas possibilidades havia também um outro nível: eu e minhas irmãs líamos simultaneamente e quando acabávamos uma leitura trocávamos em nós. Os comentários sobre as histórias e os personagens eram frequentes, é claro que não éramos leitores treinados e educados na teoria de Walter Benjamin e Harold Bloom, nossa crítica ia muito mais para a história do que para os personagens, mesmo quando éramos nós a encarná-los em nossas escolhas, inclusive isso agora me faz pensar que mesmo com uma maior proximidade com a trama ainda haviam muitas cordas que nos deixavam em segurança, afinal embora estivéssemos interagindo com o conteúdo ele era estático, era apenas um livro. Pensar assim nos garante a integridade física, decidíamos em que armadilha o personagem cairia, enquanto estávamos sãos e salvos em casa. Os leitores de “Werther”, de Goethe, estavam a uma grande distância do protagonista da história, mas isso não foi o bastante para garantir que se envolvessem emocionalmente com ele e, sem esperanças, tirassem suas próprias vidas.

Muitos experimentos já foram feitos com livros, alguns bons exemplos são histórias em segunda pessoa, como “Aura” de Carlos Fuentes, “Memórias Sentimentais de João Miramar” de Oswald de Andrade, “Memórias Póstumas de Brás Cubas” de Machado de Assis, “Tristram Shandy” de Laurence Sterne etc., mas o importante a observar aqui é que muito da literatura mainstream segue uma receita de bolo, dificilmente arriscando um experimento, os leitores de “Sabrina” e Sidney Sheldon que o digam… Não afirmo que se deva experimentar sempre, e sim que se deixe de subestimar o leitor, muitos leem como se fossem sonâmbulos: andam com alguma segurança, mas não sabem para onde vão e nem como chegaram ali. Quero literatura de qualidade, o que muitas vezes acho difícil de caracterizar, mas estou me esforçando e acredito que isto faz toda a diferença.

About these ads

5 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Laercio said, on 2009, novembro, 30, segunda-feira at 7:00 pm

    E ai ..
    eu buscando na net sobre esses livros de enrola e desenrola acabei chegando no seu word.

    Realmente são livros praticamente extintos hoje, uns dias desses bateu a crise de saudade e voltar a ler esses livros. mas ja procurei na net
    pra download ..e achei apenas um.

    Se souber de algum link pra download, se tiver algum deles q keia negociar, me informe.!

    Esses livros é uma quase literalmente uma viagem =D~

  2. scot said, on 2010, março, 14, domingo at 4:22 pm

    qdo era adolescente li tambem esses livros, numa cidadezinha pequena, onde tinhamos a ficha da biblioteca etc.., algum tempo atras fui na naquela biblioteca e nem a bibliotecaria sabia onde encontrar os livros fiquei um pouco decepicionado, tambem faz um tempao que estou procurando esses livros para down, e até agora sem sucesso, e nem ao menos encontrei algum, parece que eles sao vendidos por menos de R$ 10,00 quem sab eu possa comprar eles e digitaliza-los.

    mas quem tiver ja digitalizados (façam esta caridades)

    • Samael said, on 2010, março, 18, quinta-feira at 5:00 pm

      Legal saber que você também conhece estes livros, infelizmente também não sei de alguém que os tenha digitalizado, mas deixo aqui uma sugestão pra você: por que você não escreve um livro seguindo a ideia?

      Boa sorte.

  3. Gloria said, on 2010, novembro, 23, terça-feira at 12:34 pm

    O rapaz, Laercio que disse que encontrou um na net, deveria ter posto o link aqui na pág. pra quem quiser baixar.

  4. Laercio said, on 2012, abril, 28, sábado at 9:39 am

    rsrs Nossa, depois de tanto tempo nem reconheci meu comentario
    enfim, achei o link e hoje procuro de novo e não acho.

    Pago bem beeeem mesmo para quem tiver a coleção desses livros…
    Ja vi que foram anunciados eles para Ipod e tao fazendo maior sucesso.

    Mas nao troco pelo prazer de tocar nas paginas.

    Quem tiver qualquer informacao que seja…entre em contato comigo
    la.erciomiranda@hotmail.com


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: